sábado, 7 de julho de 2012

Entrou algo no meu olho... tipo uma árvore

Lumus
Juro solenemente que não vou fazer coisa boa


Na hora de J.K. Rowling fazer os seus agradecimentos, ela quase não tinha condições de falar. A plateia gritava muito o seu nome e ela estava muito emocionada. Ela disse que amava Dan, Rupert e Emma e que Harry Potter nunca iria estar terminado. "A história que amamos nunca termina. Se você voltar às páginas ou olhar para a tela novamente, Hogwarts estará lá para te receber de braços abertos", terminou.



As luzes apagaram e começou o filme. A música tocava conforme as cenas passavam. Você nunca irá se esquecer. Faça um pedido Harry. Você se lembra? Eu sei que sim. Não, o senhor se enganou… Eu não posso ser, um bruxo… Eu sou o Harry, só Harry. São pequenas frases, pequenas falas que vão ficar na sua memória para sempre. Ele vai ser famoso, uma lenda. Nenhuma criança no nosso mundo não saberá o seu nome; Mas como essas pessoas podem saber o meu nome?? Eu acho que não sou a pessoa certa para lhe dizer isso… Ninguém nunca sobreviveu depois que ele decidia matá-lo, ninguém a não ser você. O menino que sobreviveu… O tão corajoso Harry Potter, como poder esquecer esse nome? Não será apenas alguns anos. Eu sei que jamais iremos esquecer essa história. Você riu muito, como chorou muito também. Aqueles momentos em que Fred e George sempre conseguiam fazer você rir. Eu não sou o Fred, sou o George. Francamente, mulher, você ainda diz que é nossa mãe? Os momentos em que você chorou. Aquele momento em que Hagrid volta a Hogwarts no segundo ano. Hogwarts não existe sem você. Os seus olhos encheram de lágrimas, você sorriu e ao mesmo tempo chorou quando Harry o abraçou, não é verdade? Você se lembra quando Harry, Ron e Hermione entraram na porta que estava trancada e viram o Fluffy? Eu sei que se lembra. Eu não fiquei olhando para as patas, estava ocupado demais com as cabeças, ou você não notou? Eram três. Você se lembra no primeiro jogo de Quidditch? Como estávamos nervosos… Ficamos impressionados quando Harry ficou em pé na vassoura. Sorria, você sabe que não acabou. Sim, é curioso como não iremos esquecer cada momento vivido por, nós mesmos. Quando você recebeu a carta, e o seu tio não deixava você abri-la, ficou furioso não foi? Hoje é um óptimo dia, na verdade, um dos melhores dias da semana, sabe por que Dudley?? Porque domingo não tem correio?? Haha, isso mesmo Harry. Você observou na janela, havia várias corujas de diferentes tamanhos e cores. Um barulho surgiu e um monte de cartas para você invadiram a sala de jantar dos Dursleys. Você sorriu, não sabia como reagir, então pulou para pegar a primeira carta que batesse na sua mão. Quando alcançou, o seu tio correu atrás de você e lhe agarrou. Chega, vamos pra bem longe, onde ninguém possa nos encontrar.  Papai ficou maluco não foi? Você ficou trancado naquela casa, rodeada apenas por água, estava uma tempestade enorme. E então recebeu uma visita. Bateram na porta, com tanta força que a porta caiu no chão. Você se escondeu, estava com medo, não é? Naquela noite você conheceu um homem… O homem que estaria com você em todos os momentos em que precisasse. Se lembra quando ganhou a vassoura Nimbus 2000? Não era apenas uma vassoura! Você se sentiu tão especial, pois nunca ganhou nada. Se lembra quando enfrentou frente a frente Aquele-Cujo-Nome-Não-Deve-Ser-Pronunciado? Foram tempos difíceis, sim… Muito difíceis! Você não podia ir para canto nenhum. Teria que lutar, enfrentar, e assim fez. Procuramos as Horcrux, juntos. Fomos até a sua cidade, onde você nasceu, na casa onde os seus pais morreram… Se lembra? Sua varinha quebrou ao aparatarmos de la. Você estava furioso, sim… Mas não iria desistir. Naquela noite, apareceu uma corsa prateada. Expecto Patronum! Lily, depois de todo este tempo? Sempre! Aquele que você sempre temeu estar contra você, na verdade estava ao seu lado. Você se surpreendeu ao ver as lembranças de Severus, não é? Você chorou, sim… Foi doloroso. O quão ele amava a sua mãe. Você o viu aquela noite, quando Voldemort a assassinou, ele foi até lá. Viu seu corpo no chão e o abraçou, chorando. Sim, esse sim, foi o homem mais corajoso que já conhecemos. Ele deu a sua vida, pelo seu amor; Poderia citar cada momento vivido por nós, não é mesmo? Você iria chorar, sorrir e rir; Você conseguiu, o enfrentou, frente a frente. Vamos terminar isso do jeito que começamos Tom, juntos. É… O tempo passou. Já não estamos mais em Hogwarts. Mas você sabe, é só fechar os olhos, iremos estar la, no natal vendo Ron e Harry jogando o xadrez de bruxo. Estaremos lá sempre. Afinal, Hogwarts é o nosso lar.

~le chorando~
Malfeito Feito
Nox

2 comentários:

Jaysla Ravenna disse...

Muito bonito, Ana, agora um salgueiro lutador meteu todos os galhos nos meus olhos que não param de lacrimejar, e eu ainda sou doida para botar "Open At the Close" ¬¬'
Amei o texto, me arrepiei em cada linha, sério.

Melissa Luz disse...

Hogwarts é nosso lar, e um lar estará sempre pronto para nos receber novamente. :'D